• ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Notícias

Prefeito recebe capitão da PM para falar sobre implantação da Rede Rural de Segurança

prefeito - Publicado em 03/02/2020 às 13:19 - Atualizado em 03/02/2020 às 13:19

Criada para prevenir crimes no interior dos municípios, a Rede Rural de Segurança começa a ser pensada para as cidades que fazem parte da 4ª Companhia da Polícia Militar de Xanxerê. O comandante regional, capitão Vilte dos Santos, vem realizando uma série de reuniões com prefeitos da região para tratar sobre o tema.

O projeto consiste em mobilizar os moradores do interior para formar um grupo de prevenção a ocorrências, com câmeras de videomonitoramento implantadas em pontos estratégicos e GPS rural para mapear o interior dos municípios. A intenção é que a rede seja viabilizada por meio de uma parceria entre a PM, administrações municipais, Câmaras de Vereadores e os próprios donos das propriedades.

Na última semana o capitão se reuniu com o prefeito de Passos Maia, Leomar Listoni, para falar sobre o projeto. Depois de tratar o assunto com as administrações de cada cidade, a intenção dele é realizar reuniões com as comunidades rurais. “O próprio prefeito deu o aval para a gente trabalhar essas parcerias, e o que depender da Prefeitura, já colocou à disposição para o que for necessário”, comemorou Vilte.

“O município está analisando todas as possibilidades para, junto com a Polícia Militar, fazer um convênio e implantar esse programa”, garantiu o prefeito. “A nosso ver, é muito viável, pois é uma nova ferramenta de segurança no interior do município, onde muitas vezes fica descoberto pela distância e dificuldades de deslocamento”, acrescentou Listoni.

GPS rural

Segundo Vilte, o GPS rural — cadastro mapeado de todas as propriedades do interior dos municípios para o deslocamento das viaturas da PM — é um grande aliado das guarnições. O comandante regional disse que o sistema já existe em municípios como Chapecó e São Carlos.

“Quando for fazer uma ronda preventiva, por exemplo, ou mesmo um fato que ocorra e tenha que se deslocar, coloca a localização no GPS e ele vai demonstrar os caminhos mais próximos e rápidos para chegar. É um grande agregador para o nosso trabalho”, considerou.

“A gente está demonstrando o projeto. Posteriormente vamos fazer reuniões com as comunidades. Aí sim vai ver o que precisa de investimentos e onde pode buscar os recursos, com várias possibilidades de parcerias público-privadas”, completou o comandante regional da PM.

Roteiro de reuniões

Além de Passos Maia, Vilte já passou por Vargeão, Faxinal dos Guedes e Ponte Serrada para apresentar a ideia às administrações. “Na medida do possível, vou visitar todos os prefeitos e também pretendo, em uma reunião da Amai (Associação dos Municípios do Alto Irani), fazer a demonstração do que é o GPS rural e o videomonitoramento rural”.

A intenção do comandante é apresentar o projeto a todos os municípios e levantar possibilidades de recursos para a implantação ao longo de 2020. “Temos que iniciar. Iniciando nós já temos um objetivo para chegar ao final. Se nós não iniciarmos, não vamos conseguir executar nenhum tipo de projeto”, completou Vilte.

500 novos policiais

Com a formação de uma nova turma de soldados prevista para ocorrer até o final do ano, o comandante regional da PM também destacou que serão cerca de 500 novos policiais distribuídos nos municípios catarinenses. A expectativa é que alguns cheguem para os municípios da regional, mas ainda não há previsão de número.


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar